Pesquisar este blog

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Farol de Santa Marta 1987 – Verão da Lata



Com o aumento constante do surf, o ambiente começou a mudar.  Hordas de turistas invadiram Santa Catarina, as famílias de pescadores, aproveitando a ocasião alugavam suas casas para eles, indo parar nos barracos de pesca, ou iam para casebres piores dos que moravam. Nós, mochileiros, fomos facilmente esquecidos e os lugares para camping selvagem acabaram.

Daí, para surgirem os pequenos restaurantes, casinhas de aluguel foi um passo rápido. O Farol de Santa Marta deixava de ser uma terra esquecida. Os 16 km de terras arenosas mar à dentro, o Farol é um cabo de mar, já não eram capazes de isolar ou esconder aquele magistral cenário.
O Farol foi uma vila de pescadores com seus galinheiros, cabras soltas, chiqueiros e bois que invadiam a prainha, correndo o povo todo.  Resquícios deste passado não incomodavam os malucos que se aventuravam ir até lá em busca de Liberdade com um visual absolutamente impactante. 

Apareceram os bares, botecos muito loucos como o saudoso Sobrenatural e o bar do Baiano. A maioria das casas era bem simples, de madeira, sem pintura com pátios sem cercas. Podia-se andar livremente em qualquer direção. De qualquer ponto se avistava o mar azul e farol.

Em 1987 a maré no farol se agitou. O grupo dos surfistas, que estavam mais para escola australiana do surf, aquela conhecida pela curtição do surf, natureza e pelo cigarro do capeta, se misturou com os malucos notívagos. Os dois grupos conviviam bem, até por que se cruzavam pouco. Surfistas acordavam cedo para o surf, bem na hora que os notívagos iam pra cama.


Ocorre que naquele ano, no mês de setembro, um navio que vinha da Austrália, chamado de Solana Star, despejou no litoral do Rio de Janeiro, 22 toneladas de maconha enlatada, que boiaram por todos os cantos do litoral brasileiro. O produto, segundo usuários, era de altíssima qualidade. Os nativos que nunca não se incomodaram com as extravagâncias dos mochileiros, com a onda de surfistas e latas, viu o local borbulhar. Não se meteram com estas histórias, tolerando todas as excentricidades da galera. Naquele ano o verão durou seis meses.


Vídeo de Verão 2015 no Farol de Santa Marta 

https://www.youtube.com/watch?v=anOrl9QgnkI


Dias Atuais...


















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...